Blue Flower

Seja benvindo(a)!

DIGITE O TERMO NA PESQUISA, APERTE O ENTER E AGUARDE O MELHOR RESULTADO!

Família Ferreira Lima, Iguatu, Crato.

Fonte: Francisco Augusto de Araújo Lima. Siará Grande – Uma Província Portuguesa no Nordeste Oriental do Brasil. Editora Expressão Gráfica, Fortaleza, outubro de 2016. Trabalho lançado no Instituto do Ceara no dia nove de novembro do dito ano de 2016. Volume I, p. 426. Volume II, p. 773, 1125. Volume IV, p. 2079.  

                                   Genealogia sem plágio.

661- Francisco Ferreira Lima nasceu aos vinte e sete dias do mês de abril de 1724, no lugar das Vendas, Freguesia de São Salvador de Tebosa, Concelho e Distrito de Braga, filho de João Ferreira Lima, n. na Freguesia de São Salvador de Tebosa,  e de Josefa Gomes Moreira, n. na Freguesia de São Tiago de Mouquim, Vila Nova de Famalicão, Braga. Neto paterno de Antônio Simões e de Maria Ferreira. Neto materno de Manoel Moreira e de Catarina Gomes. Ver seus irmãos Bento Ferreira Lima, João Ferreira Lima e Mateus Ferreira Lima.

    Termo de batismo de Francisco Ferreira Lima.

   Francisco, filho de João Ferreira e de Josefa Gomes do lugar das Vendas, desta Freguesia do São Salvador de Tebosa, nasceu aos vinte e sete dias do mês de abril de 1724, foi batizado nesta Igreja do São Salvador de Tebosa, aos trinta dias do mesmo mês, por mim Padre Domingos Gonçalves de Castro, da Freguesia de Priscos, (Concelho de Braga,) de licença e comissão do Reverendo Vigário Manoel Ferreira da Mota, na forma do Ritual Romano; foram padrinhos, Francisco João Lages, e Maria, filha de Lourenço Correia e sua mulher, do lugar de Cadoi, todos desta Freguesia de São Salvador de Tebosa; foram testemunhas Manoel Pinto Barbosa, José Ferreira de Faria, desta Freguesia e muito mais gente da Freguesia, era ut supra e por ser verdade fiz este assento que assinei. Padre Domingos Gonçalves de Castro.”

      Termo de casamento dos pais de Francisco Ferreira Lima.

“Aos cinco dias do mês de outubro de 1711 anos, eu Padre Antônio da Silva, Vigário nesta Igreja do Salvador de Tebosa, assisti na forma do Sagrado Concílio Tridentino, ao matrimônio entre João Ferreira, filho legítimo de Antônio Simões, já defunto, e de sua mulher Maria Ferreira, viúva, do lugar da Bicahinhas, desta Freguesia de Tebosa, com Josefa Gomes, filha legítima de Manoel Moreira e de sua mulher Catarina Gomes, defuntos, do lugar da Costa, Freguesia de São Tiago de Mouquim, Vila Nova de Famalicão, Braga; foram testemunhas Gaspar Pinto do Paço e Domingos Lopes, de Laminho, e Francisco João Lages, de Tebosa, e Antônio Pinto e seu filho Manoel, de Tebosa; Maria Jacome, de Tebosa, e Bento Ferreira, de Bicahinhas, e outras mais pessoas e para constar fiz este assento e assinei, Padre Antônio da Silva, Vigário.”

   Esclarecendo:

  1. Josefa Gomes Moreira, foi batizada a 22 de maio de 1689, na Igreja de São Tiago de Mouqim, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Foram compadres, (padrinhos), Manoel Gomes e Helena Gomes.

   Irmãos anotados de D. Josefa Gomes Moreira.

  1. Martinho, batizado a 22 de janeiro de 1678, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Padrinho, Pedro de Fraga, da cidade de Braga.
  2. Maria, batizada a 20 de outubro de 1679, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Padrinhos, Manoel de Azevedo e Grácia Antunes.
  3. Manoel, batizado a 28 de setembro de 1680, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Padrinhos, Antônio de Oliveira e Mônica Ferreira.
  4. Domingas, batizada a 15 de março de 1684, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Madrinha, Domingas, solteira, irmã de Catarina Gomes, tantum.
  5. João, batizado a 16 de abril de 1686, pelo Padre Tomás Lopes da Maia. Padrinhos, João Gomes e Helena, filha de Manoel da Costa.

      Termo de casamento dos avós paternos de Francisco Ferreira Lima.

   “Aos vinte e três dias do mês de janeiro de 1676 anos, recebi em face da Igreja na forma do Sagrado Concílio Tridendito, a Antônio Simões, da Bicainhas, e Maria Ferreira, que veio de Aveloso do Porto, Aveloso, Concelho de Mêda, Guarda, filha de Leonor Martins, de Ceferraz; foram testemunhas, o Reverendo Baltazar Ferreira de Lima, Reitor de Suego (?) e Antônio Gonçalves, da Guintinha, Domingos Martins, de Tebosa, Antônio Gonçalves, de Lamines, e outras mais pessoas e para constar fiz este assento, Padre Antônio da Silva.” Nada mais  dos ascendentes dos contraentes.

     Irmãos anotados de Francisco Ferreira Lima.

  1. Bento nasceu a 07 de dezembro de 1711, no lugar de Tebosa, e foi batizado a 08 seguinte, na Igreja de São Salvador, pelo Vigário, Padre Antônio da Silva. Padrinhos, Bento Ferreira, do lugar da Bicahinhas, e Maria Jacome, mulher de Francisco João Lages, do lugar Tebosa. Bento, filho de João Ferreira e de Josefa Gomes, “fregueses desta Igreja,” nasceu dois meses após o casamento dos seus pais.
  2. Mateus Ferreira Lima nasceu a 20 de fevereiro de 1714, no lugar de Tebosa, e foi batizado a 24 seguinte, na Igreja de São Salvador, pelo Vigário, Padre Antônio da Silva. Padrinhos, Mateus Pinto de Araújo, do lugar do Paço, e Maria Ferreira Lima, mulher de Manoel Pinto Barbosa, do lugar da Bicahinhas. Mateus, filho de João Ferreira e de Josefa Gomes, “fregueses desta Igreja.”
  3. Manoel nasceu a 29 de janeiro de 1716, no lugar de Tebosa, e foi batizado a 30 seguinte, na Igreja de São Salvador, pelo Vigário, Padre Antônio da Silva. Padrinhos, Manoel Pinto Barbosa, da Pontinha, e Brízida Ferreira Cerqueira, mulher de Mateus Pinto de Araújo, do lugar do Paço. Manoel, filho de João Ferreira e de Josefa Gomes, “fregueses desta Igreja.”
  4. João Ferreira Lima nasceu a 20 de junho de 1717, no lugar de Tebosa, e foi batizado a 24 seguinte, na Igreja de São Salvador, pelo Vigário, Padre Antônio da Silva. Padrinhos, Manoel Rebelo da Costa, e Maria, filha de Manoel Martins. João, filho de João Ferreira e de Josefa Gomes, “fregueses desta Igreja.”

   O Capitão Francisco Ferreira Lima casou-se com Rosa Maria de São Félix, natural da Freguesia do Icó, filha de Bruno da Costa Rodrigues, n. Lisboa, e de sua segunda mulher Rosália de Souza Calado, n. na Freguesia de N. Senhora do Rosário das Russas. Pais de 1.-17.

    O Capitão Francisco Ferreira Lima arrematou a propriedade Sítio do Canto - Mucururé, do Capitão Mor Bento da Silva e Oliveira sequestrada pela Fazenda Real, a mando do Ministro João da Costa Carneiro e Sá. O auto de arrematação realizado na Vila do Icó, a 22 de junho de 1763, na forma que segue transcrita verbum ad verbum do documento original, cuja cópia o Autor possui. 

   "Auto de Arremataçam que mandou fazer o Dr. Provedor da Fazenda Real Joam da Costa Carneiro e Sá do sitio chamado Sam Joam com duas legoas de terra de comprido e huma de largo para cada banda do Riacho nas Sobras que se tirarão do Sitio do Poço da Pedra de que foi Arrematante o Capitam Francisco Ferreira Lima por preço e quantia 720$000 e valor 420$000 a vista e 300$000 da fatura desta a seis meses cujo Citio fora sequestrado pella Real Fazenda ao Casal do Deffunto o Capitam Bento da Silva e Oliveira no anno de nascimento de N. Snr. Jesus Christo 1763 aos 23 dias do mes de Julho do dito anno nesta Villa do Icó da Comarca do Ceará Grande na praça publica della onde se achava o Dr. Provedor da Real Fazenda Joam da Costa Carneiro de Sá e o Dr. Procurador da Coroa Felis Allexandre da Costa Tavares mandou o dito Ministro o Porteiro do Auditorio Joam Pinheiro a que apregoase o Sitio Sam Joam sequestrado pella mesma Real Fazenda ao Casal de Deffunto o Capitam Mor Bento da Silva e Oliveira para haver de Se arrematar pello q. devia a Real Fazenda com effeito entrou o dito Porteiro a passear pella dita praça de huma para outra parte dizendo em alta voz etc etc sequestro pella Real Fazenda ao Casal do Cap. Mor Bento da Silva e Oliveira com as sobras do Poço da Pedra e o dito com duas legoas de terra de comprido pello Riacho asima de largo para cada banda do mesmo Riacho seguem de assim Receberei seo lance e Repetindo huma e muitas vezes ao mesmo pregam se chegara a elle o Cap. Fco. Ferreira Lima e offerecera a quantia de 720$000 a saber 420$000 a vista e 300$000 da fatura desta a seis meses e logo lhe entregara o dito Porteiro a dizer 720$000 me dam pello Sitio de Sam Joam com duas legoas de terra de comprido e huma de largo p/ cada banda do Riacho e as Sobras que se tiraram etc etc se ha quem a mais chegase a mim q. Receberei do seo lamso e depois de Repetir este mesmo lamso muitas vezes e por não haver quem mais desse e se vem hora de Arrematar mandou o dito Ministro que afrontase e arrematase e logo o dito Porteiro outro ves disse 720$000 dam pello dito Sitio Sam Joam e sobras etc.etc. que mais não acho se mais achara mais tomara dou lhe huma dou lhe duas e huma mais pequena em sima etc. etc. não houve pessoa alguma que mais desse entregou hum lenço verde na mão do arrematante em signal a sua arrematação dizendo-lhe bom proveito lhe faça e de tudo mandou o dito Ministro fazer este Auto de Arremataçam na forma expedida em que asignou com o Procurador da Coroa e o dito Arrematante e o Porteiro o qual asignou de huma crus por não saber ler sendo testemunhas presentes o Tenente Coronel Joam Baptista da Costa Coelho e o Meeirinho Geral Joam dos Reis q. tambem asignaram e eu Escrivam posto por fe Bernardo Gomes Pessoa Escrivam da Ouvidoria Geral e Correição por impedimento da Real Fazenda Antonio de Castro Viana o escrevi " (seguem assinaturas) Carneiro e Sá – Baptista, etc.etc.

   No mesmo processo a folha 41: Auto de Posse que toma Baltazar Correia Lima e Antônio Correia Mota de duas léguas de terra no Riacho do Canto, Sítio da Cachoeira como abaixo se declara: Saibam quantos este Público instrumento de Auto de Posse ou como em Direito para sua validade melhor no seu lugar haja e dizer possa virem que no ano do Nascimento de N. Snr. Jesus Christo 1816 aos treze de março neste Sítio da Cachoeira termo da Vila de N. Senhora da Expectação do Icó Comarca do Ceará Grande onde fui vindo e sendo "ahi" pelos empossados Baltazar Correia Lima e Antônio Correia Mota apresentado uma Escritura do Sítio da Cachoeira passada a eles Requerendo- me que em virtude dela lhes desse posse das mencionadas denominadas terras pelo que entrei eu com os empossados e as testemunhas abaixo nomeadas e assinadas pelo dito Sítio até o lugar denominado Jatobá cortando árvores de espinhos e cavando terra e sacudindo para o ar e fazendo ditos empossados todos os mais Autos de Posse no mesmo tempo gritei uma muitas vezes se havia pessoa ou pessoas que impedissem dita posse que se achegasse a mim que eu estava pronto para Receber e como não aparecesse ninguém que a impedisse os empossei de dita terra tanto quanto em Direito me é Prometido em firmeza do que fiz o presente Instrumento em que se assinaram ditos empossados e as testemunhas Francisco Xavier da Costa e João Batista Xavier e eu de meus sinais Públicos R. seguintes de que uso nesta Vila e seu Termo Escrevi e Assinei em Fé de Verdade o Tabelião Público Francisco Miguel Pereira = Antônio Correia Mota = Francisco Xavier da Costa = João Batista Xavier = Baltazar Correia Lima.

Cf. Fco. Augusto de Araújo Lima, Famílias Cearenses 07 – Ipueiras dos Targinos, Ed. Artes Digitais, Fortaleza. 2006. p. 305.

Cf. Segundo Cartório do Icó, Edmir Peixoto Santos, Livro  Quarto, Nº de Ordem 345, folhas, 25/27 1999.

Cf. Livro de Batismos, Matrimônios e Óbitos, São Salvador de Tebosa. 1617/1876. familysearch.org. 120,126, 131,134.

Cf. Livro de Batismos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1722/1783. 263.

Cf. Livro de Casamentos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1675/1723. 186,200.

Cf. Livro de Batismos, Matrimônios e Óbitos, São Tiago, Mouquim. 1609/1745. familysearch.org.     

Cf. Livro de Batismos, São Tiago, Mouquim. 1675/1719. 04,08,10,14,17,21.

Cf. Livro de Batismos, Matrimônios e Óbitos, N. Senhora do Pranto, Aveloso. 1623/1684.        

  

368- Bento Ferreira Lima nasceu a 07 de dezembro de 1711, no lugar de Tebosa, Concelho e Distrito de Braga, filho de João Ferreira Lima, n. na Freguesia de São Salvador de Tebosa,  e de Josefa Gomes Moreira, n. na Freguesia de São Tiago de Mouquim, Vila Nova de Famalicão, Braga. Neto paterno de Antônio Simões e de Maria Ferreira. Neto materno de Manoel Moreira e de Catarina Gomes. Ver seus irmãos Francisco Ferreira Lima, onde se transcreve o termo de casamento dos pais, João Ferreira Lima e Mateus Ferreira Lima. Tronco dos Ferreira Lima de Iguatu e Crato, Ceará.

          Termo de batismo de Bento Ferreira Lima.

   “Bento, filho legítimo de João Ferreira e de sua mulher Josefa Gomes, fregueses desta Igreja do São Salvador de Tebosa,  moradores no lugar de Tebosa, nasceu aos sete dias do mês de setembro de 1711 anos, e foi batizado nesta Igreja, por mim Padre Vigário dela Antônio da Silva, aos oito do mesmo mês e ano; foram padrinhos, Bento Ferreira, do lugar da Bicahinhas, e Maria Jacome, mulher de Francisco João Lages, do lugar Tebosa; e pus lhe os Santos Óleos. E para constar fiz este que assino, o Vigário dela Antônio da Silva.” Obs. Bento nasceu dois meses após o casamento dos seus pais.

     Bento Ferreira Lima casou-se com Maria Gomes Paes, álibi, Maria Ferreira Gomes. Pais de:

  1. Francisco Ferreira Lima, álibi, Francisco Ferreira Rios, Tenente, nasceu na Freguesia do Icó.

Francisco Ferreira Lima, tronco das famílias Ferreira Lima e Mendonça, de Iguatu e São Caetano, Várzea Alegre, casou-se a 22 de abril de 1754, no Sítio das Lagoas, Várzea Alegre, então Freguesia de Nossa Senhora da Expectação do Icó,  com Joana Maria dos Anjos, n. 1735, na Freguesia do Icó, atual Várzea Alegre, batizada a 12.01.1735, não informa o local, padrinho Inácio Dias Quaresma, tantum. Cf. Livro Batismos e Matrimônios, Icó. N°18. Imagem 123.

   Joana Maria dos Anjos, filha de Bernardo Duarte Pinheiro n. na Freguesia de Santa Eulália, Paços de Ferreira, Porto, e de Ana Maria Bezerra, Santo Antão da Mata ou Tracunhaém, Pernambuco. Neta materna de Antônio Bezerra do Vale e de Maria Álvares de Medeiros.

Cf. Livros da Freguesia do Icó. Li1-129v – Li2-117 – Li3- 313v,321v – Li7- 20v,71v,137v,194.

Cf. Oliva Ribeiro Lima. Várzea Alegre seus primeiros passos. Revista Itaytera. 1989. p. 36.

Cf. Livro de Batismos, Matrimônios e Óbitos, São Salvador de Tebosa. 1617/1876. familysearch.org. 120,126, 131,134.

Cf. Livro de Batismos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1722/1783. 263.

Cf. Livro de Casamentos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1675/1723. 200.

949- João Ferreira Lima nasceu a 20 de junho de 1717, no lugar de Tebosa, Concelho e Distrito de Braga, filho de João Ferreira Lima, n. na Freguesia de São Salvador de Tebosa,  e de Josefa Gomes Moreira, n. na Freguesia de São Tiago de Mouquim, Vila Nova de Famalicão, Braga. Neto paterno de Antônio Simões e de Maria Ferreira. Neto materno de Manoel Moreira e de Catarina Gomes. Ver seus irmãos Bento Ferreira Lima, Francisco Ferreira Lima, onde se transcreve o termo de casamento dos pais, e Mateus Ferreira Lima.

O Capitão João Ferreira Lima foi Testemunha no Processo de Bigamia de Antônio Correia de Araújo, de idade 34 anos = +ou- 1759. morador no Sítio Poço da Pedra, que vive de seus gados.

      Termo de Batismo de João Ferreira Lima.

   João, filho legítimo de João Ferreira e de sua mulher  Josefa Gomes, fregueses desta Igreja do São Salvador de Tebosa, moradores no lugar de Tebosa, nasceu aos vinte dias do mês de junho de 1717 anos e foi batizado nesta mesma Igreja por mim Padre Vigário dela Antônio da Silva, aos vinte e quatro do mesmo mês e ano; foram padrinhos, Manoel Rebelo da Costa, e Maria, filha de Manoel Martins, de Bicahinhas, e lhe pus os Santos Óleos. E para constar fiz e assinei, Vigário Antônio da Silva.”

    O Capitão Mor João Ferreira Lima casou-se com Ana Maria Joaquina Barbosa, n. em Recife, Pernambuco.

1790- Mateus Ferreira Lima nasceu aos vinte dias do mês de fevereiro de 1714, no lugar de Tebosa, Concelho e Distrito de Braga, filho de João Ferreira Lima, n. na Freguesia de São Salvador de Tebosa,  e de Josefa Gomes Moreira, n. na Freguesia de São Tiago de Mouquim, Vila Nova de Famalicão, Braga. Neto paterno de Antônio Simões e de Maria Ferreira. Neto materno de Manoel Moreira e de Catarina Gomes.

Ver seus irmãos Bento Ferreira Lima, Francisco Ferreira Lima, e João Ferreira Lima onde se transcreve o termo de casamento dos pais. Tronco dos Ferreira Lima em Iguatu, Ceará.

      Termo de batismo de Mateus Ferreira Lima.

   Mateus, filho legítimo de João Ferreira e de sua mulher Josefa Gomes, fregueses desta Igreja do São Salvador de Tebosa, moradores no lugar de Tebosa, nasceu aos vinte dias do mês de fevereiro de 1714 anos; e foi batizado nesta mesma Igreja por mim Padre Vigário dela Antônio da Silva aos vinte e quatro do mesmo mês e ano; e foram padrinhos, Mateus Pinto de Araújo, do lugar do Paço, e Maria Ferreira Lima, mulher de Manoel Pinto Barbosa, do lugar da Bicahinhas, e pus lhe os Santos Óleos. Padre Vigário Antônio da Silva.”

   Mateus Ferreira Lima faleceu a 09 de outubro de 1799, no Sítio Fortuna, Freguesia do Icó, Ceará. Foi casado com Luzia de Oliveira Gusmão, falecida a 04 de agosto de 1807, no Sítio Fortuna, Freguesia do Icó, e filha de Antônio Batista de Oliveira, n. Portugal, e de Isabel de Oliveira, n. Sergipe. Pais de 1.-2.

Cf. Carcará, Ferreira Lima. Pág.181.1985. Mileno T. Bandeira.  

Cf. Irineu Pinheiro. Efemérides do Cariri. 1963. p. 43,83.

Cf. Antônio de Alencar Araripe, Revista Itaytera. 1961. p.192.

Cf. Livro de , Matrimônios, Santo Antônio, Quixeramobim. 1831/1843. familysearch.org. 87.

Cf. Livro de Batismos, Matrimônios e Óbitos, São Salvador de Tebosa. 1617/1876. familysearch.org. 120,126, 131,134.

Cf. Livro de Batismos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1722/1783. 263.

Cf. Livro de Casamentos, São Salvador de Tebosa. Etombo. 1675/1723. 200.