Blue Flower

Seja benvindo(a)!

Digite o termo na pesquisa conforme o Sumário atual da terceira etapa. Aperte o enter e aguarde o melhor resultado. Após entrar no tema da publicação, busque a palavra do seu interesse usando as teclas Ctrl + f. surgirá uma barra superior onde se deve digitar a palavra chave, p. ex. "Dummar", logo aparecerá ressaltada, com o número de vezes que se acha no texto. 

 

   Mary Ann: cinquenta anos de saudade.

 

   Mary Ann de Araújo Lima nasceu a 19 de maio de 1936, em casa de seus avós maternos, Benfica, cidade de Fortaleza. Termo de batismo, Mary Ann.“Aos vinte e sete de junho de 1936, na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, solenemente batizei a Mary Any, nascida na Freguesia dos Remédios a dezenove de maio de 1936, filha legítima de Antônio Augusto de Araújo Lima e de Ana Esteany de Araújo moradores nesta Paróquia. Foram padrinhos Jonas Demétrio de Souza e Maria José Soares de Souza. E para constar lavrou-se este termo que assino. Pelo Vigário Padre Tiago Way, CM.” Cf. Livro de Batismos, Fortaleza. 

   Estudou nos Colégios Juvenal de Carvalho, Imaculada Conceição e Nossa Senhora das Graças. Por razões de saúde, não concluiu o curso de Pedagogia da Universidade Federal do Ceará.

    Mary. Filha mimada. Irmã querida. Mãe carinhosa. A meiguice personificada. No vigor da juventude, o destino teceu uma trama de dor e sofrimento, atingindo-a de pleno e aos que a amavam. Impotentes ante a moléstia, restou o consolo da tentativa de minimizar as consequências e a certeza de contar com a solidariedade de parentes e amigos, a vera efígie dos que a estimavam. Decorridos cinquenta anos da sua viagem, à saudade é de ontem e a sensação de perda, de hoje, muito viva.         

      Termo de Casamento dos pais de Mary Ann. Antônio Augusto e Ana Esteany. "Aos quinze dias de agosto de 1935, na Freguesia de N. Sra. do Carmo, (Igreja de N. Sra. do Carmo,) em presença do Monsenhor Doutor Aureliano Mota e das testemunhas, Dr. José Deusdedit Vasconcelos e do Dr. Venicio Barreira, receberam-se em matrimônio por palavras de presente Antônio Augusto de Araújo Lima, 28 anos, natural de Milagres, filho de Augusto Leite de Araújo Lima e de Maria Carolina de Araújo Lima, com Ana Esteany Soares de Araújo, natural de Sobral, (não informa a idade, 19 anos), filha de Miguel Orcel de Araújo Filho e de (Umbelina) Bila Soares de Araújo. O nubente residente na Freguesia de N. Senhora do Carmo, e a nubente na Freguesia de N. Senhora dos Remédios. Ass. O Vigário da Freguesia de N. Senhora dos Remédios, Padre Pedro Vermeulen”. Cf. Livro de Matrimônios, Fortaleza. familysearch.org.

   Mary casou-se a 25 de março de 1958, na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, Benfica, Fortaleza, com o Major Ivan Bandeira Barbosa, filho de José Augusto Barbosa e de Alice Bandeira Barbosa.  

   O Major Ivan Bandeira nasceu em Fortaleza, Ceará a 21 de maio de 1926. Cursou o Colégio Militar de Fortaleza, Escola Preparatória de Oficiais do Exército e a Academia Militar de Agulhas Negras, AMAN, saindo Aspirante a Oficial. Serviu no C.P.O.R. de Fortaleza, Quartel General de Natal, Rio Grande do Norte e Quartel General da l0ª Região de Fortaleza. Participou do Governo César Cals de Oliveira Filho, e, posteriormente na Universidade Estadual do Ceará, UECE. Faleceu a 30 de janeiro de 1987 e foi sepultado no Cemitério Parque da Paz, Fortaleza.

Termo de batismo:"Ivan, nascido a vinte e um de maio de 1926, filho legítimo de José Augusto Barbosa e Alice Bandeira Barbosa, foi solenemente batizado pelo Monsenhor Antônio Tabosa Braga a sete de agosto de 1927, sendo padrinhos Bernardino José de Menezes e Filomena Barbosa de Menezes. E para constar mandei fazer este assento e assino.” À margem: Extraído a 10 de fevereiro de 1958. Cf. Livro de Batismos, Fortaleza. familysearch.org.    

        José Augusto Barbosa Carteiro dos Correios do Pará, se transferiu para Fortaleza, Correios, Ceará, em busca de melhoras da tuberculose. Faleceu às duas horas da madrugada do dia 16 de outubro de 1907. Cf. Jornal do Ceará, Fortaleza. 16.10.1907. 

  José Augusto Barbosa (Jr.) declara que deixou de ser empregado de Henero Barbosa Lima, por livre espontânea vontade. Cf. Jornal do Ceará, Fortaleza. 17.12.1907.    

       José Augusto Barbosa c.c. Alice Bandeira Barbosa, pais de:

  1. Walter nasceu a  21 de outubro de 1915 e foi batizado a 25 de dezembro do mesmo ano, pelo Padre Henrique Raulino Mourão. Padrinhos, Joaquim Magalhães e Júlia Montenegro Magalhães. 
  2. Isolda nasceu a 30 de junho de 1920, e batizada a 06 de agosto seguinte, nesta Igreja Matriz. Padrinhos, Jeremias Arruada e Margarida Soares Arruda. Gêmea com José. Casou-se nesta Matriz a 30 de setembro de 1947.
  3. José nasceu a 30 de junho de 1920 e batizado a 1º de agosto seguinte, pelo Cônego Henrique Raulino Mourão. Padrinhos, Jeremias Arruda e sua mulher Margarida Soares Arruda. Gêmeo com Isolda.
  4. Núbia nasceu a 15 de abril de 1922, e batizada a 13 de agosto do dito ano, nesta Igreja Matriz, pelo Cônego José Alves Quinderé. Padrinhos, Emigdio Augusto Barbosa e Leopoldina Dias Barbosa. 
  5. Evandro Bandeira Barbosa nasceu a 16 de maio de 1924, e foi batizado a 13 de fevereiro de 1925, nesta Igreja Matriz, pelo Cônego José Quinderé. Padrinhos, Auton Aragão e Maria Correia Aragão. 
  6. Ivan Bandeira Barbosa, supra. Cf. Livro de Batismos de Fortaleza. familysearch.org. 

       Irmãos do Sr. José Augusto Barbosa (Jr.):  Emígdio Augusto Barbosa e Dona Filomena Barbosa de Menezes.    

   Emigdio  Augusto Barbosa nasceu em Fortaleza, e faleceu vítima de desabamento das paredes, de um depósito de sua firma, na cidade de Ipu, Ceará, na manhã de um sábado, 25 de setembro de 1926. Deixou a viúva, Dona Leopoldina Dias Barbosa, com quem se casara a 22.01.1916, e as filhas Irene e Zeneide. Cf. Jornal A Ordem, Sobral. 30.09.1926.

   Dona Leopoldina Dias Barbosa filha do Coronel Manoel Dias Martins, n.02.02.1863, Ipu, Ceará, e de Dona Ida Brandão Martins, casou-se aos 22 de janeiro de 1916, nesta Igreja Matriz, com Emydio Augusto Barbosa. Presentes, o Padre Aureliano Mota, as testemunhas, José Dias Martins e Joaquim Alves de Medeiros. Cf. Jornal A Luta, Sobral. 21.01.1922. Cf. Livro de Matrimônios, Ceará. familysearch.org.  Pais das citadas Irene e  Zeneida nasceu a 23 de abril de 1923, Fortaleza, onde foi batizada pelo Padre Geminiano Bezerra de Menezes, a quatro de junho do mesmo ano. Padrinhos, José Dias Martins e Nossa Senhora do Desterro.  Cf. Livro de Batismos de Fortaleza. familysearch.org.