Blue Flower

Seja benvindo(a)!

Digite o termo na pesquisa conforme o Sumário atual da terceira etapa. Aperte o enter e aguarde o melhor resultado. Após entrar no tema da publicação, busque a palavra do seu interesse usando as teclas Ctrl + f. surgirá uma barra superior onde se deve digitar a palavra chave, p. ex. "Dummar", logo aparecerá ressaltada, com o número de vezes que se acha no texto. 

 

             

                                                                       

                                  

   Árvore de Costado - Frota Gentil. Por Francisco Augusto de Araújo Lima – Tupancy, Eusébio, Ceará, 20 junho de 1997. Editado a 15 de janeiro de 2019. genealogia@ familiascearenses.com.br  faal.ww@gmail.com

 

  1. Beatriz Rosita Campelo Gentil nasceu a 30 de março de 1923 e casou-se aos 04 de outubro de 1941, com Francisco de Assis Philomeno Gomes nasceu a 09 de agosto  de 1917, filho de Pedro Philomeno Ferreira Gomes e de sua primeira esposa Maria Júlia da Fonseca.        Termo de casamento.   “Aos quatro de outubro de 1941, nesta Freguesia de Remédios, após as denunciações canônicas e sem impedimento em presença do infra - assinado e das testemunhas (não diz) receberam-se em matrimônio por palavras de presente Francisco de Assis Philomeno Gomes e Beatriz Rosita Campelo Gentil, o nubente natural de Fortaleza, filho legítimo de Pedro Philomeno Ferreira Gomes e Maria Júlia Ferreira Gomes, com vinte e quatro anos de idade, residente na Freguesia do Patrocínio; a nubente natural de Fortaleza, filha legítima de João da Frota Gentil e Sara Rosita Campelo Gentil, com dezessete anos de idade, e residente na Freguesia da Sé. Em seguida receberam as bênçãos matrimoniais, na forma do Ritual Romano. Do que para constar, lavrei o presente termo que assino. O Vigário Guilherme Vaessen.” Cf. Livro de Matrimônios. Fortaleza. familysearch.org.

       

       Pais de Beatriz Rosita Campelo Gentil:

   2. João da Frota Gentil nasceu a 07 de junho de 1891, em Sobral. Casou-se a 30 de setembro de 1916, em Fortaleza. Termo de batismo:“Aos dezesseis de agosto de 1891, batizei solenemente, na Capela do Rosário, (Sobral), a João, nascido a sete de junho do dito amo; filho legítimo de José Gentil Alves Carvalho e de D. Maria Amélia da Frota Carvalho. Padrinhos: José Alcebíades da Silva Frota e D. Ana Elisa da Silva Frota. Para constar mandei fazer este assento que assino. O Vigário Vicente Jorge de Souza.”Cf. Livro de Batismos, Sobral. familysearch.org.

   3. Sara Rosita Campelo nasceu a 30 de agosto de 1897.

      Filhos anotados por João da Frota Gentil e Sara Rosita Campelo.

A. Maria nasceu a 07 de julho de 1925, e foi batizada a 14 de julho seguinte na Igreja do Carmo, pelo Monsenhor João Alfredo Furtado. Padrinhos, Nestor Barbosa Leite e Anita Gentil Barbosa Leite. 

B. Adolfo nasceu a 08 de julho de 1919 e foi batizado a 16 do dito mês e ano, na Igreja do Carmo, pelo Padre Francisco ... Padrinhos, José Gentil Alves de Carvalho e Dona Francisca Nepomuceno Castelo Branco Campelo. 

C. Sara Rosita Campelo Gentil n. Fortaleza, batizada na Igreja do Carmo. Casou-se de idade 20 anos, a 25 de setembro de 1948, pelas 17 e 30 horas, na Igreja dos Remédios, com Aírton Gonçalves Fróes, n. São Paulo, SP, batizado na Freguesia de N. Senhora da Conceição de Bragança, 29 anos de idade, filho de Estevão Fróes e de Blandina Gonçalves Fróes. 

D. Luís nasceu a 29 de abril de 1922 e Extraído p/casar a 10.11.1950 e mais não diz. 

F. Fernando nasceu a 14 de janeiro de 1921. Cf. Livro de Batismos e Matrimônios, Fortaleza. familysearch.org.

 

            

     Fortaleza, Bairro Benfica. Residência da família Frota Gentil. Atual Reitoria da U.F.C. Fonte foto: Google.

 

         

     Avós Paternos de Beatriz Rosita Campelo Gentil.

  1. José Gentil Alves de Carvalho, casado a 19 de junho de 1886. Termo de casamento.“Aos dezenove de junho de 1886, feitas as diligências de estilo, na Capela do Rosário, (Sobral), em presença do Reverendo Coadjutor Filomeno do Monte Coelho, e das testemunhas, o Comendador João Tomé da Silva e Cassiano Mendes da Rocha, se receberam em matrimônio por palavras de presente, José Gentil Alves de Carvalho, e Maria Amélia da Silva Frota, ele filho legítimo de Antônio Alves de Carvalho e Francisca Cândida de Carvalho, e ela, filha legítima do Tenente Coronel João Evangelista da Frota e de D. Maria Joaquina da Silva Frota, e logo receberam as bênçãos nupciais. Os nubentes naturais e moradores nesta Freguesia (de Sobra). Para constar fiz assento que assino. O Vigário Vicente Jorge de Souza.” Cf. Livro de Matrimônios. Sobral. familysearch.org. 
  2. Maria Amélia da Silva Frota nasceu a 27 de outubro de 1869, em Sobral, Ceará, filha de João Evangelista da Frota e de Maria Joaquina Tomé da Silva.

Dr. Pedro Montt

Em  Bremen  na  Allemanha falleceu o  dr.  Pedro  Montt, presidente  da  Republica  do Chile,  a  nossa grande  amiga do  Pacifico.

Vulto  dos  de  mais  em  evidencia  na  política  da  America latina,  muito  se  fez  notável ultimamente  pela  sua  attitude na  intrincada  questão  de  Tacua e  Arica,  em  que  o  seu  paiz esteve  ás  portas  da  guerra  com Perú.

Seguira para  a Allemanha, em  tratamento  da  sua  saúde e lá succumbiu  antes  da  operação  a  que ia  se  submetter.

Ao sr. José Gentil Alves de Carvalho,  digno  cônsul  chileno nesta  praça,  enviamos  as  nossas   condolências”.   Jornal do Ceará. ANO VII. Nº 1233. 19.08.1910.

Consulado  do  Chile

Do  sr.  coronel  José  Gentil  Alves  de Carvalho,  distincto  cônsul  do  Chile, recebemos  a  delicada  carta  que a  seguir  publicamos:

Fortaleza,  31  de  Agosto  de  1910.

Exmo.  Snr.  Redactor  do "Jornal do Ceará".

Tem  a  presente como  fim  especial agradecer  a  V.  Exc.  os  sentimentos de pezar  que,  por intermédio  do  vosso jornal,  se  dignou  enviar-me  pelo fallecimento  do  exmo.  sr.  presidente  da Republica  do Chile, dr.  Pedro  Montt Queira  V.  Exc.  acceitar  os  meus protestos  de  estima  e  consideração.

De  V.  Exc.

Amº  V.  e  Ob°.

José  Gentil  Alves  de  Carvalho.

Cônsul  do  Chile.    Jornal do Ceará. ANO VII. Nº 1239. 02.09.1910. http://memoria.bn.br

        

    Avós Maternos de Beatriz Rosita Campelo Gentil:

  1. Adolfo Sancho Campelo, Bacharel em Direito. Nasceu a 11 de janeiro de 1867, em Recife, Pernambuco. Faleceu a 07 de janeiro de 1938.

A 27.07.1889, Rio de Janeiro. “Foi  nomeado juiz  municipal  do  termo de  S.  Francisco  da  provincia  do  Ceará, o  bacharel  Adolpho  Cordeiro  de  Moraes Campello,  sendo  exonerado  o  actual.” Obs. São Francisco de Uruburetama, Itapajé. Cf. Jornal da Parahyba, nº 2778. 02.06.1889.

—Foi removido o juiz  municipal de S. Francisco,  Adolpho Cordeiro de Moraes Campello para o juiz substituto da commarca especial de Baturité. Cf. Jornal O Estado do Ceará, Ano I Nº 108. 12.12.1890.

Ao Juiz  municipal de S. Francisco, bacharel Adolpho  Cordeiro de  Moraes  Campello,  foram  concedidos  vinte  dias  de  licença,  em prorrogação da que  já  gosava. Cf. Jornal O Estado do Ceará, nº 47. 10.09.1890

Nomeado Juiz Substituto de Baturité, junho de 1891. Cf. Jornal O Estado do Ceará, nº 245. 09.06.1891. Nomeado Fiscal do Governo Estadual, junto ao Gimnasio Guaramiranga, 08.04.1910. Cf. Jornal do Ceará, Nº 1178. 13.04.1910. Ver O Estado do Ceará, Ano I Nº 113. 18.12.1890 e  Nº 134 19.01.1891 em Baturité Nº 187 31.03.1891.

  1. Francisca Nepomuceno Castelo Branco n. 1879, (filha de Luís Nepomuceno da Silva e de Josefa Castelo Branco).

         

    Bisavós Paternos de Beatriz Rosita Campelo Gentil.

  1. Antônio Alves de Carvalho casou-se (1) a 02 de abril de 1843 com Francisca Romana Nepomuceno falecida a 17.10.1863. Termo de casamento:“Aos dois de abril de 1843, depois de produzidas as diligências de estilo do que não resultou impedimento algum cujos documentos ficam em meu poder, em presença do Reverendo Padre Antônio da Silva Fialho, das testemunhas José Saboia de Albuquerque e .?. . :, se receberam em matrimônio por palavras de presente Antônio Alves de Carvalho, filho legítimo de João da Rocha Carvalho, já defunto, e de Bernardina Francisca de Menezes, com Francisca Romana Nepomuceno, viúva que ficou por falecimento de Raimundo Rodrigues Magalhães, dispensados no parentesco, moradores nesta Freguesia, não receberam as bênçãos nupciais por ser viúva. E para constar mandei fazer Ester assento que assino. O Vigário Interino, Miguel Francisco da Frota.” Raimundo Rodrigues Magalhães, sepultado no Piauí. Do primeiro matrimônio de Antônio Alves Carvalho, sem geração. Cf. Livro de Matrimônios. Sobral. Antônio Alves de Carvalho casou-se a (2) a 18 de maio de 1864, com:
  2. Francisca Cândida de Carvalho filha de José Vitorino de Menezes e de Maria Sabina do Livramento. Cf. Livro de Matrimônios, Sobral. familysearch.org. 
  3. João Evangelista da Frota nasceu a 22 de maio de 1841, em Sobral, e casou-se a 26 de novembro de 1867, com
  4. Maria Joaquina Tomé da Silva
  5. e 13. Ainda não identificados.
  6. Luís Nepomuceno da Silva.
  7. Josefa Castelo Branco.

              

     Trisavós Paternos Beatriz Rosita Campelo Gentil.

  1. João da Rocha Carvalho.
  2. Bernardina Francisca Inocência de Menezes.
  3. José Vitorino de Menezes.
  4. Maria Sabina do Livramento
  5. José Frota Maria Vasconcelos nasceu em dezembro de 1819, e casou-se em Santana do Acaraú a 18 de agosto de 1836, com
  6. Isabel Balbina Pereira Dutra nasceu a 04 de julho de 1815.
  7. João Tomé da Silva casou-se a 28 de novembro de 1837 com
  8. Maria da Penha Frota.

      

     Tetravós Paternos de Beatriz Rosita Campelo Gentil:

32.- 39. Ainda não identificados.

40. Manoel Maria Frota Vasconcelos casou-se a 15 de novembro de 1849, em Santa do Acaraú com

41. Constança Maria do Carmo faleceu a 26 de novembro de 1911, filha do Capitão José Rodrigues Lima e de Úrsula Balbina.

42. Joaquim Pereira Dutra filho de João da Silveira Dutra nasceu aos dezoito dias do mês de fevereiro de 1719, na Ilha de Faial, Açores, e de sua segunda esposa Maria da Conceição de Araújo. Joaquim casou-se a 23 de outubro de 1797, de manhã, na Capela de Santa Cruz, Bela Cruz, Ceará, com Angélica Maria de Jesus. Termo de casamento:“Aos vinte e três de outubro de 1797, de manhã, na Capela da Santa Cruz (Bela Cruz) filial desta Matriz de Nossa Senhora da Conceição da Vila de Sobral, feitas as denunciações nesta Matriz donde os nubentes são naturais sem descobrirem impedimento algum Canônico como consta dos banhos que ficam em meu poder, de minha licença em presença do Reverendo Padre Domingos Francisco Braga e em presença das testemunhas Manoel Inácio de Vasconcelos e Alexandre Pereira da Rocha, e mais pessoas, todas conhecidas em nesta Freguesia, se casaram solenemente por palavras de presente in face da Igreja Joaquim Pereira Dutra e Angélica Maria de Jesus, o nubente filho legítimo de João da Silveira Dutra e Maria da Conceição, a nubente filha legítima de Antônio Mendes Vasconcelos e Ana Joaquina de Jesus: Logo lhes dei as bênçãos nupciais conforme os ritos e cerimônias da Santa Igreja Católica, do que para constar mandei fazer este assento em que me assino. Joaquim da Costa Mendonça, Cura e Vigário da Vila de Sobral.” Cf. Livro de Matrimônios, Sobral. familysearch.org.

43. Angélica Mendes de Vasconcelos filha de Antônio Mendes Vasconcelos e de sua primeira mulher Ana Joaquina de Jesus.

44. Tomé de Sousa e Silva.

45. Joaquina Maria Pereira da Silva.

46. Inácio Gomes da Frota.

47. Ana Antônia Joaquina Uchoa de Vasconcelos.

         

     Penta-avós Paternos de Beatriz Rosita Campelo Gentil.

64.-79. Ainda não identificados.  

80 Inácio Gomes da Frota filho de Felipe Gomes da Frota, n. Rio Grande do Norte e residiu no Curato de São Gonçalo da Serra dos Cocos, depois na Freguesia de Sobral, e casou-se a 20 de dezembro de 1806, em Santana do Acaraú com

81. Ana Antônia Joaquina Uchoa de Vasconcelos filha de Manoel Francisco de Vasconcelos e de Dona Maria Joaquina da Conceição, casados a a 26 de novembro de 1767, na Fazenda Marco, Marco, Ceará. O nubente filho de Mateus Mendes Vasconcelos, batizado a 15 de agosto de 1706, Porto, Portugal, e de Maria Ferreira Pinto, casados a 19 de setembro de 1743, não informa o local, presentes, o Padre Lourenço Gomes Lelou, e as testemunhas, o Padre Frei Luís Botelho e o Tenente Coronel Manoel Ferreira Fonteles, pai da noiva.

82. José Rodrigues Lima, filho do Alferes João Rodrigues Lima e de Josefa Joaquina da Conceição, casados a 25 de novembro de 1800, de manhã, na Capela de N. Senhora da Conceição da Beruoca, Meruoca A noiva filha do Capitão Mor Manoel Francisco de Vasconcelos e de Maria Joaquina da Conceição. Presentes, o Cura e Vigário da Vila de Sobral, Padre Alexandre Bernardino Gonçalves dos Reis, as testemunhas, o Reverendo Professor Manoel Pacheco Pimentel, o Tenente Coronel Manoel Ferreira da Costa, o Sargento Mor Luís Francisco Braga, e mais pessoas conhecidas. O nubente filho de Domingos Rodrigues Lima nasceu aos sete dias do mês de junho de 1722, no Distrito de Viana do Castelo, e de Maria da Soledade Araújo, casados a 16 de setembro de 1762, “pelas nove horas e meia do dia,” na Capela de São José, filial da Igreja Matriz de Sobral, Ceará. Presentes, o Padre, Manoel da Cunha Linhares, de licença do Vice Cura do Acaracu, Acaraú, Padre Inácio Gonçalves da Silva, as testemunhas, Tomé Pires de Queiroz, Luís Antônio Teixeira, moradores no Aracati - Açu, Freguesia da Amontada, e mais pessoas conhecidas. A nubente filha de Domingos da Cunha Linhares nasceu aos três dias do mês de abril do ano de 1700, no Distrito de Viana do Castelo, e de Dionísia Alves Linhares, n. Rio Grande do Norte. Domingos da Cunha Linhares de idade 35 anos e nove meses, casou-se a 09 de janeiro de 1736, na Capela do Senhor Santo Antônio do Potigy, Potengi, Freguesia de Nossa Senhora da Apresentação, (Natal), São Gonçalo do Amarante, Rio Grande do Norte, com Dionísia Alves Linhares nasceu no Rio Grande do Norte, filha de Dionísio Álvares Linhares, batizado a 02 de julho de 1673, no Distrito de Viana do Castelo, e de Rufina Gomes de Sá, natural de Natal, Rio Grande do Norte. Neta paterna de Domingos Alves e de Margarida Alves. Neta materna do Capitão Francisco Gomes e de Maria Gomes de Sá.

83. Úrsula Balbina de Sousa, filho de Diogo José de Sousa e de Constança Maria do Carmo.

84. João da Silveira Dutra, filho de Manoel Dutra e de Josefa da Silveira.

85. Maria da Conceição Araújo (segunda esposa) filha de Gabriel Cristóvão de Meneses e de Bernarda Correia Araújo.

86. Antônio Mendes Vasconcelos, filho de Mateus Mendes Vasconcelos e de Maria Ferreira Pinto. (Primeiro casamento de Antônio Mendes Vasconcelos).

87. Ana Joaquina de Jesus, filha de Domingos Ferreira Gomes e de Maria Álvares Pereira.

88. Francisco de Sousa e Silva.

89. Maria Vitória Joaquina.

90. José Luís Pereira Brandão.

91. Antônia Maria do Rosário

92. Felipe Gomes da Frota, filho de Venturiano, Vitoriano Gomes da Frota nasceu no mês de maio de 1696, no Distrito de Leiria e de Maria Gomes de Sá, batizada a 13 de agosto de 1704, na Paroquial Igreja de N. Senhora da Apresentação, Natal, Rio Grande do Norte. Felipe casou-se a 11 de agosto de 1771, na Capela de N. Senhora do Rosário “de Guimarães,” Groaíras, Ceará, dispensado no 3º grau de consanguinidade, com Josefa Maria de Jesus, filha do Capitão Mor Domingos da Cunha Linhares, n. na Freguesia de Linhares, Paredes de Coura, Viana do Castelo, e de Dionísia Álvares Linhares, Rio Grande do Norte. Presentes, o Padre Domingos Francisco Braga, e as testemunhas, o Sargento Mor Tomé Dias Pereira, morador na Freguesia de São Gonçalo da Serra dos Cocos, Félix José de Oliveira, Inácio Xavier Pereira, casados, e José Madeira de Matos, solteiro, e mais pessoas. Cf. Siará Grande. Op. cit.

93. Josefa Maria de Jesus Linhares, filho de Domingos da Cunha Linhares nasceu aos três dias do mês de abril do ano de 1700, no Distrito de Viana do castelo, e de Dionízia Álvares Linhares.

94. Manoel Francisco de Vasconcelos, filho de Mateus Mendes de Vasconcelos e de Maria Ferreira Pinto.

95. Maria Joaquina da Conceição, filha de Luís de Sousa Xerez e de Ana Teresa de Albuquerque.

 

                                                           

 

       Árvore de Costado – Philomeno Gomes.

Por Francisco Augusto de Araújo Lima Tupancy, Eusébio, Ceará, 20 junho de 1997.

                                     

                          Pedro Philomeno Ferreira Gomes Fonte Foto: www.onordeste.com/

 

  1. Pedro Philomeno Ferreira Gomes nasceu em Sobral, Ceará, a 07 de junho de 1888, e casou-se (1) a 19 de março de 1922, com Maria Júlia Machado da Fonseca.
  2.   Termo de batismo:Pedro, filho legítimo de Francisco Philomeno Ferreira Gomes e de D. Maria Isabel Ferreira Gomes, nasceu a sete de junho de 1888, e foi batizado solenemente pelo Reverendo Francisco Teótimo de Maria Vasconcelos, na (Igreja) Matriz de Sant’Ana (do Acaraú) a vinte e dois de julho do dito ano. Padrinhos: Gustavo Garcez Ferreira Gomes e D. Maria Francisca de Araújo. Para constar mandei fazer este assento que assino. O Vigário Vicente Jorge de Souza.” Cf. Livro de Batismos, Sobral. familysearch.org.  

Termo do segundo casamento, 08.02.1943, Fortaleza, de Pedro Philomeno Ferreira Gomes, 54 anos de idade, viúvo de Maria Júlia da Fonseca, com Nazira Cabral de Maya, n. Fortaleza, 25 anos de idade, viúva do Deputado Federal por Alagoas, 1935/1937, Emílio Eliseu de Maya, e filha do comerciante Silvino César Cabral e de sua mulher Beatriz César Cabral. O Advogado Emílio Eliseu de Maya nasceu em Atalaia, AL, a 25 de junho de 1906, filho de Alfredo de Maia, Senhor do Engenho Patrocínio, AL e de Regina Clarc Acióli de Maya. O Dr. Emílio faleceu a 13 de março de 1939, na cidade do Rio de Janeiro, deixando dois filhos do seu casamento com Dona Nazira.

               Cf. Livro de Matrimônios, Fortaleza, famiyseaarch.org.         

 

Fernando Ayres de Souza, Chefe da Importante Camisaria Veneza, RJ,  casado com Dona Deodina Gomes de Souza, batizam a filha Altair, aos 16 de janeiro de 1914, sendo padrinhos o Dr. José Ayres de Souza e Dona Maria Isabel Ferreira Gomes, esposa do Coronel Pedro Filomeno Ferreira Gomes, avós maternos da batizanda. Cf. Jornal O Paiz, RJ. 17.01.1914.

       Pais de Pedro Philomeno Ferreira Gomes:

  1. Francisco Filomeno Ferreira Gomes casou-se (1) a 16 de fevereiro de 1879 com Maria Laura de Messias. Termo de casamento:"Aos dezesseis de fevereiro de 1879, nesta (Igreja) Matriz (de Santana do Acaraú) feitas as denunciações sem impedimentos em minha presença, e sendo testemunhas o Doutor Joaquim Cândido Ferreira Silva e José Pierre Carneiro, contraiu matrimônio Francisco Filomeno Ferreira Gomes e D. Maria Laura de Messias; aquele filho legítimo do Capitão José Bernardino Ferreira Gomes e de D. Francisca Raimunda de Araújo, e esta filha legítima de Manoel Carneiro de Messias e de D. Maria do Patrocínio Messias: ambos (os nubentes) naturais e moradores nesta Freguesia; e logo foram dadas as bênçãos nupciais na forma do Ritual; do que para constar fiz este assento que assino. O Vigário Colado Francisco Xavier Nogueira.” Cf. Livro de Matrimônios, Santana do Acaraú. familysearch.org.

   Francisco casou (2) a 17 de setembro de 1887 com sua cunhada Maria Isabel de Messias.

Termo de casamento. “Aos dezessete (17) de  setembro de 1887, nesta (Igreja) Matriz (de Santana do Acaraú), dispensados nos proclamas, em minha presença e sendo testemunhas, José Carneiro de Messias e João Lourinho de Vasconcelos; contraiu matrimônio Francisco Philomeno Ferreira Gomes, viúvo por falecimento de D. Maria (Laura) de Messias Ferreira Gomes, com Maria Isabel de Messias, filha legítima de Manoel Carneiro de Messias e de D. Maria do Patrocínio Messias, naturais e moradores nesta Freguesia, estavam dispensados do parentesco que os ligavam e lhes dei as bênçãos matrimoniais, do que para constar mandei fazer este assento que assino. O Vigário Colado Francisco Xavier Nogueira.” Cf. Livro de Matrimônios, Santana do Acaraú. familysearch.org.

  1. Maria Isabel de Messias, filha de Manoel Carneiro de Messias e de Maria do Patrocínio Messias. 

 

 

    Avós Paternos de Pedro Philomeno Ferreira Gomes.

  1. José Bernardino Ferreira Gomes casou-se a 1º de outubro de 1848, com:
  2. Francisca Raimunda Lopes de Araújo filha de Alexandre Henriques de Araújo e de Zeferina Januária Lopes de Araújo.

         

       Avós Maternos de Pedro Philomeno Ferreira Gomes.

  1. Manoel Carneiro de Messias filho José Carneiro da Costa Jr. e de Ana Teodora Soares. Manoel casou-se a 08 de novembro de 1855, com sua tia materna:
  2. Maria do Patrocínio Soares filho de Alexandre José Soares e de Rita Lourença da Costa. Cf. Livro de Matrimônios, Santana do Acaraú. 1852/1885. 60 = estragado.

   

                      

Fortaleza, Bairro de Jacarecanga. Residencia do Sr. Pedro Philomeno Gomes. Fonte foto: Google apud Fortaleza Fatos e Fotos.

 

    

     Bisavós Paternos de Pedro Philomeno Ferreira Gomes.

  1. Bernardino Ferreira Gomes casou-se a 20 de janeiro de 1817, com:
  2. Francisca da Penha de São José, viúva de Manoel Francisco de Melo Jr. filho de Manoel Francisco de Melo e de Apolônia Lourença Guimarães.
  1. Alexandre Henriques de Araújo, casado com:
  2. Zeferina Januária Lopes de Araújo.

         

    Bisavós Maternos de Pedro Philomeno Ferreira Gomes.

  1. José Carneiro da Costa Júnior filho de Joaquim Carneiro da Costa e de Maria Lourenço. José Júnior casou-se a 26 de outubro de 1830, com:
  2. Ana Teodora Soares
  3. Alexandre José Soares nasceu a 20 de março de 1790, e casou-se a 24 de dezembro 1812, Sobral, com:
  4. Rita Lourença da Costa filha do Capitão Manoel Lourenço da Costa e de sua segunda mulher, Sebastiana Inácia Ximenes de Aragão.

         

       Trisavós Paternos de Pedro Philomeno Ferreira Gomes.

16. João Ferreira da Cruz casou a 08 de abril de 1793, com:

17. Francisca Xavier de Araújo