Blue Flower

Seja benvindo(a)!

DIGITE O TERMO NA PESQUISA, APERTE O ENTER E AGUARDE O MELHOR RESULTADO!

   1. Ananias Abnegado Vasconcelos Arruda nasceu a 23 de maio de 1886, em Santo Antônio do Aracatiaçu, Sobral, Ceará. Homem de profunda fé cristã, Comendador da Igreja Católica Apostólica Romana, grande benfeitor da cidade de Baturité, sopé oriental da Serra homônima, onde morou por longos anos. Termo de batismo do Comendador Ananias.

   “Ananias, filho legítimo de Miguel de Arruda e de Maria do Livramento, nasceu a vinte e quatro de maio de 1886, e foi solenemente batizado por mim, nesta Matriz, a nove de junho do dito ano, sendo padrinhos, Miguel Carlos de Maria Rocha e Maria Elisa Mont’Alverne. Do que para constar foi feito este termo que assino. O Vigário, Philomeno Monte Coelho. Obs.: A data divulgada do nascimento do Comendador é de 23 de maio e não como consta no termo de batismo, VINTE e QUATRO de maio.     Cf. Livro de Batismos. Freguesia de Sobral.                

                                                                                           

                                            Um irmão anotado do Comendador Ananias Arruda.

  1. Jeremias Gervásio Vasconcelos Arruda nasceu a 05 de março de 1882, em Aracatiaçu, Sobral. Termo de batismo. Jeremias filho legítimo de Miguel de Arruda e de Maria do Livramento, nasceu a cinco de março de 1882 e foi solenemente batizado com os Santos Óleos pelo Reverendo Pedro Cavalcante Rocha, aos treze de abril do mesmo ano, sendo padrinhos, Raimundo Fernandes de Aguiar e Emiliana Maria de Vasconcelos. Do que para constar mandei o Reverendo Vigário fazer o presente que assino. O Vigário, José Silvino de Maria Vasconcelos.” Cf. Livro de Batismos. Freguesia de Sobral.

   Jeremias casou-se a 08 de dezembro de 1909, pai de onze filhos. “Aos oito de dezembro de 1909, em casa particular, nesta cidade (de Baturité), em minha presença e das testemunhas, Miguel de Arruda e Luís de .?. se casaram Jeremias Arruda e Margarida Soares Bezerra, solteiros, moradores nesta Freguesia, ele de vinte e sete anos de idade, natural do Aracati - Assu, e ela de dezessete anos, natural desta cidade, e para constar lavrei este termo. O Vigário Manoel Cândido dos Santos.” Cf. Livro de matrimônios, Baturité.  Dona Margarida Soares Bezerra, filha de Francisco Bezerra de Menezes Soares, Francisco Soares Bezerra e de Teresa Castelo Branco Soares. Neta paterna de Manoel Soares. Neta materna de Pedro José Pereira Castelo Branco. O Senhor Jeremias Arruda, edificou um rico sobrado, para sua residência,  na Rua Barão do Rio Branco, nº 1594, Praça do Carmo, Centro, Fortaleza, que atualmente serve de sede ao Instituto Histórico Geográfico e Antropológico do Ceará. No citado sobrado nasceu Jeremias Júnior a 06 de março de 1925, e foi batizado na Igreja do Carmo, a 18 de abril seguinte,  pelo Monsenhor João Alfredo Furtado. Padrinhos, o Doutor Antônio Pereira de Souza e Lucília Bittencourt Faria Pereira de Souza. Livro de Batismos, Igreja do Carmo, Fortaleza.

  Termo de batismo de Dona Margarida.  Margarida, filha legítima de Francisco Soares Bezerra e Teresa Castelo Branco Bezerra, nasceu a primeiro de dezembro de 1892, e batizou-se a seis de janeiro de 1893. Foram padrinhos, Francisco do Rego Falcão e sua mulher Maria da Conceição Castelo Branco moradores nesta Freguesia. E para constar lavrei este assento e me assinei. Bernardino Ferreira Antero, Coadjutor, Pró Pároco.” Cf. Livro de Batismos, Baturité. 

    Um irmão anotado de Dona Margarida Soares Bezerra. Monsenhor Manoel Soares Neto nasceu a 06 (seis) de janeiro de 1889, em Baturité, filho de Francisco Soares Bezerra e de Teresa Castelo Branco.

   Manoel, filho legítimo de Francisco Soares Bezerra e Teresa Bezerra, nasceu a seis de janeiro e foi batizado a 17 de fevereiro de 1889. Foram padrinhos, Francisco de Souza Pinheiro e Maria Júlia. Para constar mandei fazer este assento que assino. O Vigário Bernardino Ferreira Antero.” Obs.: Divulgado o seu nascimento como sendo no dia dez de janeiro e não como consta no termo de batismo, dia seis. Cf. Livro de Batismos, Baturité. Cf. Aureliano Diamantino Silveira. Ungidos do Senhor. Ed. Premius. Fortaleza. 2004. Vol. III. p. 154.    

                                                                                      

      Pais do Comendador Ananias Arruda.

   2. Miguel Arcanjo de Arruda nasceu a 23 de setembro de 1849, na Fazenda Oiticará à margem do Rio Contendas, Ribeira do Acaraú, Massapé, Freguesia de Santana do Acaraú, Ceará. Miguel faleceu em Fortaleza, 25 de março de 1923. Miguel Arruda casou-se a 17 de setembro de 1884, em Santo Antônio do Aracatiaçu, município de Sobral, com

  3. Maria do Livramento Vasconcelos nasceu a 04 de janeiro de 1856, na Fazenda Ribeira, Freguesia de Santo Antônio do Aracatiaçu, Sobral, Ceará e falecida a 19 de setembro de 1932, em Baturité, Ceará. Cf. Monsenhor Francisco Sadoc de Araújo, Cronologia Sobralense, IU. UVA. Sobral, 1979. Vol. II, p.259. L Matrimônios, Aracatiaçu. 1864/1886 144. Livro de Matrimônios de Sobral Catedral. Nihil.

                                                                                         

Avós Paternos do Comendador Ananias Arruda.

   4. João José de Arruda nasceu a 21 de setembro de 1812 na Fazenda Oiticará, Massapé, Freguesia de Santana do Acaraú, Ceará. Agropecuarista e comerciante. Faleceu na mesma Fazenda Oiticará a 25 de abril de 1878. Casou-se em segundas núpcias, no ano de 1861, com Quitéria Maria da Rocha, filha de Bernardino Ferreira da Rocha, álibi Bernardino Gomes Ferreira e de Ana Joaquina de Medeiros, casados na Igreja Matriz de N. Senhora da Conceição de Sobral a 19 de julho de 1825. Cf. Monsenhor Francisco Sadoc de Araújo, Vol. IV, p. 67, op. cit. Neta paterna de Manoel Ferreira da Rocha casado a 13.10.1788 com Maria Joaquina de Jesus Albuquerque,  (Sadoc, Vol. II, p. 187) e neta materna de Gabriel Arcanjo de Aguiar e de Domiciana Teresa de Jesus Uchoa, casados a 03.10.1791. Cf. Monsenhor Francisco Sadoc de Araújo, Cronologia Sobralense, IU. UVA. Sobral, 1979. Vol. II. p. 298. Cf. Livro de Matrimônios de Sobral. 1825/1834. 189. João José Arruda casou-se a primeira vez a 14 de julho de 1833, presentes o Vigário, Padre José Gonçalves de Medeiros, as testemunhas, Amaro José de Arruda (Filho) e Pedro José de Arruda com,

   5. Maria Quitéria de Jesus nasceu a Freguesia de Sobral, Ceará.

Avós Maternos do Comendador Ananias Arruda

   6. José Rodrigues Vasconcelos

   7. Francisca Bezerra de Araújo 

                                                               

Bisavós Paternos do Comendador Ananias Arruda.

  1. Amaro José de Arruda, natural da Freguesia de São Miguel, Concelho de Vila Franca do Campo, Região Autônoma dos Açores, Portugal. Faleceu em 22.05.1832, na Fazenda Oiticará. Casado com,
  2. Ana Maria da Conceição, natural de Mamanguape, Paraíba.
  3. Narciso Lopes de Aguiar nasceu no ano de 1765, e faleceu na sua Fazenda Picui, Freguesia de Sobral, Ceará, a 18 de fevereiro de 1840. Casou-se a 25 de janeiro de 1796, na Igreja Matriz de Sobral, com sua prima legítima, (Sadoc, Vol. II, p.328)
  4. Maria Quitéria de Araújo Costa

Bisavós Maternos do Comendador Ananias Arruda.

  1. Domingos Rodrigues de Vasconcelos, nasceu na Fazenda Caraúbas, Freguesia de Sobral. (Sadoc, Vol. I, p. 343). Casado com
  2. Antônia Maria do Espírito Santo
  3. Joaquim Bezerra de Araújo Júnior. Casado com
  4. Teresa Maria de Jesus                                                      

 Trisavós Paternos:

  1. Pedro de Viveiros, natural da Freguesia de São Miguel, Concelho de Vila Franca do Campo, Região Autônoma dos Açores, Portugal. Casado com
  2. Francisca dos Anjos, de naturalidade igual a do seu marido.
  3. José Ferreira da Costa, Capitão, casado com
  4. Maria Colaça
  5. Nicácio de Aguiar e Silva nasceu no ano de 1718, morador na sua Fazenda Remédios, onde faleceu a 21.06.1798, e foi sepultado na Igreja Matriz de N. Senhora da Conceição de Sobral. Casou-se na Igreja Matriz de Sobral, a 02 de março de 1767, com
  6. Micaela da Silva Medeiros, natural da Freguesia de Sobral. Faleceu a 11 de junho de 1798, e foi sepultada na Igreja Matriz de Sobral, Ceará.
  7. José de Araújo Costa, natural do lugar Estrufe, Freguesia de Santa Lucrécia do Louro, Concelho de Vila Nova de Famalicão, Distrito de Braga, Norte de Portugal, onde nasceu a 30 de junho de 1724, e foi batizado aos 09 de julho de 1724. Faleceu a 04 de agosto de 1791 na sua Fazenda Lagoa Grande, sendo sepultado na Capela da Bela Cruz. Casou-se a 31 de julho de 1747, na Fazenda Lagoa Grande, Bela Cruz, Ceará, (Sadoc, Raízes Portuguesas, op. cit. p. 150) com,
  8. Brites de Vasconcelos nasceu no ano de 1724 em Igarassu, Pernambuco, e faleceu a 10 de fevereiro de 1814, no seu Sítio São José, Serra da Meruoca, sendo sepultada na Igreja Matriz de Sobral, Ceará.

Trisavós Maternos do Comendador Ananias Arruda.

  1. José Francisco de Vasconcelos, (Sadoc, Vol. I, p.241,343). Casou-se duas vezes. A segunda vez a 23 de setembro de 1819, na Igreja Matriz de N. Senhora da Conceição de Sobral, com Rita Francisca Frota Cavalcanti, que nasceu no ano de 1796, sendo ela filha de João Pinto Nepomuceno de Albuquerque Cavalcanti casado a 20.02.1792 com Caetana Gomes da Frota, nasceu a 07 de agosto de 1773, e faleceu a 15 de agosto de 1805. (Cf. Padre José da Frota Gentil. OS FROTAS. Ed. Gráfica Barbero. RJ. 1967. p. 827). José Francisco de Vasconcelos casou a primeira vez, na Fazenda Caraúbas, a 22 de fevereiro de .1797, com
  2. Teresa Maria da Soledade nasceu na Fazenda Caraúbas, a 22 de outubro de 1770, e faleceu antes de setembro de 1819.
  3. Francisco Ferreira Gomes casou-se na Capela de São José, Sobral a 12 de fevereiro de 1798, com
  4. Maria José de Andrade
  5. Joaquim Bezerra de Araújo casou-se a 03.05.1801, na Igreja Matriz de N. Senhora da Conceição de Sobral, Ceará, com
  6. Ana Joaquina de Meneses, faleceu na Freguesia de Sobral a 15 de dezembro de 1819.

30.

31.

                                                                                                       

Tetravós Paternos do Comendador Ananias Arruda.

   32– 39. Ainda não documentados.

   40. Manoel Vaz Carrasco, Capitão, nascido no ano de 1673, em Ipojuca, Pernambuco. Vaz Carrasco, morador na sua Fazenda Lagoa Seca, Bela Cruz, Ceará. Faleceu a 23 de novembro de 1753, sendo sepultado na Capela da Bela Cruz. Casou-se a primeira vez com Luzia de Sousa. Casou-se a segunda vez com

   41. Maria Madalena de Sá e Oliveira.

   42. Tomás da Silva Porto, natural do Porto, Portugal, casou-se no Sítio Frecheiras, a 18 de maio de 1738, com

   43. Nicácia Álvares Pereira natural de Granja, Ceará.

   44. Pedro de Araújo, natural do lugar Camposinhos, Freguesia de Viatodos, Concelho de Barcelos, Distrito de Braga, Portugal. Casou-se a 02 de janeiro de 1714, com

  45. Maria da Costa e Sá da Freguesia de Santa Lucrécia do Louro, Concelho de Vila Nova de Famalicão, Distrito de Braga, Portugal.

   46. Manoel Vaz Carrasco, Capitão, ver nº 40.

   47. Maria Madalena de Sá e Oliveira, ver nº 41.

 

Tetravós Maternos do Comendador Ananias Arruda.

  1. Manoel Lourenço da Costa, Ajudante, nasceu a 03 de março 1737, na Freguesia de Duas Igrejas, Concelho de Penafiel, Distrito do Porto. Foi batizado na Igreja Matriz de Santo Adrião de Canas, sede da Freguesia de Duas Igrejas. Faleceu a 26 de agosto de 1815, sendo sepultado na Capela de Santana do Acaraú. Casou-se a segunda vez, no Sítio Santo Inácio, Serra da Meruoca, a 12 de novembro de 1788, com Sebastiana Inácia Ximenes Aragão, filha de Tomé Ximenes Madeira Aragão e de Margarida Nunes Barbosa, neta paterna de João Dias Ximenes de Galegos e de Sebastiana de Vasconcelos (filha de Manoel Vaz Carrasco e de Luzia de Sousa) e neta materna de Cipriano Barbosa Pereira e de Beatriz Nunes Barbosa, ambos de Pernambuco. A primeira vez casou-se a 05 de outubro de 1767, na Capela de Santana do Acaraú, com
  2. Ana Maria de Vasconcelos, nascida no ano de 1750 e batizada a 27 de dezembro de 1750. Faleceu a 14 de abril de 1786, na sua Fazenda Olho D’água do Chora, Santana do Acaraú, Ceará.
  3. Domingos Rodrigues Lima nasceu a 07 de junho de 1722, no Distrito de Viana do Castelo, extremo Norte de Portugal. Faleceu a 07 de dezembro de 1797, e foi sepultado na Igreja Matriz de Sobral. Termo de batismo de Domingos Rodrigues Lima. “Aos sete dias do mês de junho de 1722 anos nasceu Domingos filho de José Vaz e de sua mulher Justa Afonso desta Freguesia de Santa Maria e o batizou o Padre Antônio Afonso da Costa desta mesma Freguesia em casa por vir com perigo de vida e o mandei vir para a Igreja onde recebeu os Santos Óleos. E para constar fiz este assento hoje de junho vinte e nove da era sobredita. O Vigário José Cerqueira Pinto, o Padre Antônio Afonso da Costa e José Vaz pai da criança que assinou em X.” Domingos casou-se a primeira vez com a viúva do Capitão Barnabé Vieira Coelho, Josefa Maria Brito de Jesus, em Fortaleza, Ceará, a 29 de outubro de 1754. D. Josefa faleceu em 28 de outubro de 1757. Domingos casou-se a segunda vez aos 16 de setembro de 1762, na Capela de São José da Mutuca, Sobral, Ceará, com,
  1. Maria da Soledade Linhares nasceu no ano de 1746, no Sítio São José da Mutuca, atual Distrito de Patriarca, Sobral, Ceará. Moradora com o marido na sua Fazenda Caraúbas, onde faleceu a 03 de dezembro de 1820.
  2. Antônio Mendes de Vasconcelos, batizado no mês de maio de 1756. Casou-se (1) a 05 de fevereiro de 1777, na Fazenda Jaibaras de Cima, Freguesia de Sobral, com Ana Joaquina de Jesus, filha de Domingos Ferreira Gomes, n. Portugal, e de Maria Álvares Pereira. Presentes, o Padre João Ribeiro Pessoa, as testemunhas, o Capitão Mor Manoel José do Monte, o Capitão Vicente Ferreira da Ponte, e “mais pessoas todas conhecidas”.
  3. Ana Joaquina de Jesus
  4. Antônio José de Andrade nasceu aos treze dias do mês de março do ano de 1757, no Distrito de Viana do Castelo. Termo de batismo: Antônio, filho de Isabel de Andrade, solteira, esta filha natural do Capitão João André, do lugar de Mira, desta Freguesia, nasceu, digo, Antônio, filho de Isabel de Andrade, solteira, desta Freguesia, neto pela parte materna de Antônia Martins, solteira, do lugar de Mira, desta mesma Freguesia, (e do Capitão João André); nasceu aos treze dias do mês de março da era de 1757 anos; foi batizado, também lhe foram postos os Santos Óleos, por mim Antônio José Brandão, Encomendado desta mesma Igreja, aos dezesseis do dito mês e era; foram seus padrinhos, Dionísio Pires, homem casado, do lugar de Mira, e Mariana Rodrigues, filha de Francisco Pires e de sua mulher Maria Rodrigues, do lugar dito de Mira, e todos desta Freguesia; foram testemunhas. Antônio Rodrigues, solteiro, filho de João Rodrigues, viúvo, e Antônio Álvares, solteiro, desta Freguesia, e eu Antônio José Brandão Encomendado dela que este fiz e o assinei dia mês, e era supra. O Encomendado Antônio José Brandão.” 

 Antônio José de Andrade casou-se a 23 de fevereiro de 1784, de manhã, na Capela de São José, Patriarca, filial da Matriz de N. Senhora da Conceição da Vila de Sobral, com

  1. Ana Maria da Trindade Dona Ana Maria da Trindade Andrade Linhares, n. 1762, e batizada a 25 de junho de 1762.
  2. Inácio Bezerra de Meneses, (Os Bezerras de Meneses, (Cf. Vinícius Barros Leal et al. Tip. Minerva, Fortaleza,1982, p.82), faleceu a 21.01.1781, sendo sepultado na Capela de Santana do Acaraú, Ceará. Casou-se a 17.04.1774 com
  3. Maria Madalena de Sá, nascida na Fazenda Lagoa Grande, Bela Cruz Ceará.
  4. Nicácio de Aguiar e Silva, ver nº20.
  5. Micaela da Silva Medeiros, ver nº21.
  6. – 63. Ainda não documentados                                  

 Pentavós Paternos do Comendador Ananias Arruda.

    64– 79. Ainda não documentados.

   80 Francisco Vaz Carrasco, (Cf. A. J. V. Borges da Fonseca, Nobiliarchia Pernambucana, Biblioteca Nacional, RJ, 1935, Vol. I. p.92.) Natural de Ipojuca, Pernambuco e casado com

   81. Brites de Vasconcelos.

   82. Nicácio Aguiar de Oliveira, (Cf. Nobiliarchia Pernambucana, A. J. V. Borges da Fonseca, 1935, Vol. I. p. 90) filho de Domingos Aguiar de Oliveira e de Inês Montenegro. Casado com,

   83. Madalena de Sá, filha do Alferes da Infantaria, Manoel Ribeiro de Azevedo e de Madalena de Sá.

   84. Mateus da Silva, da cidade do Porto, Portugal. Casado com

   85. Francisca de Sousa de igual naturalidade.

   86. Matias Pereira de Carvalho. Termo de batismos de Matias Pereira de Carvalho. Matias, filho de Manoel Pereira e de sua mulher (Ana Carvalho), do Outeiro, desta Freguesia, nasceu aos vinte e quatro dias do mês de fevereiro de 1683 anos e batizou nesta Igreja o Reverendo Padre Jorge Álvares Moreira Pároco da dita Igreja e pôs os Santos Óleos; foi padrinho Francisco Gaspar, do Eiro, e madrinha Ana, filha de Ana Carvalho, o que por passar na verdade fiz este assento e assinei Padre Gaspar Antunes.” Obs. A data do batismo não é informada, neste e nos outros termos, do que se infere que as crianças eram batizadas no mesmo dia do nascimento, ou logo após. (Cf. Soares e Araújos no Vale do Acaraú, Fco. Augusto, Ed. Carvalho, Fortaleza, 1989, p. 32.) Mateus natural do Concelho do Porto, era a informação anterior equivocada, casado com

   87. Micaela da Silva Medeiros, de Igarassu, Pernambuco, filha de Tomás Pereira de Veras e de Joana da Costa Medeiros. Neta paterna de João Pereira, mercador, natural de Vila Real, morador no Porto, e de Inês Ferreira, natural do lugar do Outeiro, termo do Porto

   88. Domingos de Araújo, natural do lugar Camposinhos, Freguesia de Viatodos, Concelho de Barcelos, Distrito de Braga, Portugal. Casado com

   89. Maria da Costa, de igual naturalidade.

  90. Domingos da Costa, da Freguesia de Santa Lucrécia do Louro, Concelho de Vila Nova de Famalicão, Distrito de Braga, Portugal.

   91. Angela de Sá.

   92. Francisco Vaz Carrasco. Ver nº 80.

   93. Brites de Vasconcelos. Ver nº 81

   94. Nicácio Aguiar de Oliveira. Ver nº 82.

   95. Madalena de Sá. Ver nº 83.

                                                            

Pentavós Maternos do Comendador Ananias Arruda.

 

  1. Manoel Lourenço da Costa, natural do Distrito do Porto, Portugal. Termo de batismo de Manoel Lourenço da Costa. Manoel, filho legítimo de Manoel Lourenço e de sua mulher Suzana da Costa, do lugar da Casa Nova, desta Freguesia, nasceu aos três dias do mês de março de 1737, foi batizado aos cinco dias do mesmo mês em esta Igreja Paroquial de seus pais, por mim Antônio Coelho, Reitor desta Freguesia; foram padrinhos, Antônio de Souza, viúvo, do lugar dos Quintais, e Joana, solteira, do lugar da Casa Nova, ambos desta Freguesia; foram testemunhas, Simão da Rocha, do lugar do Eiro, e Manoel de Souza, do lugar da Castanheira de Cima, ambos desta Freguesia, de que fiz este assento no mesmo dia em que assinei, Padre Reitor Antônio Coelho.” Obs. O pesquisador Luís Gonzaga Vasconcelos Filho, trabalho inédito, possui valiosas informações sobre Manoel Lourenço da Costa. Manoel Lourenço da Costa casado com,
  1. Suzana Lourenço da Costa, de igual naturalidade.
  2. Mateus Mendes Vasconcelos, nasceu no ano de 1706, no lugar Bouçó, e batizado a 15 de agosto de 1716, Mosteiro de São Salvador, Distrito do Porto, Portugal. Faleceu a 07 de janeiro de 1793, na sua Fazenda Curralinho, e foi sepultado na Capela de Santana do Acaraú, Ceará. Mateus filho de Mateus Mendes, da Freguesia de São Miguel de Refojos de Basto, Concelho de Cabeceiras de Basto, Distrito de Braga e de Ana Carvalho, solteira, batizada aos 14 de junho de 1680, no Mosteiro de São Salvador, Freguesia de Travanca, Concelho de Amarante, Distrito do Porto, Portugal. Neto materno de Domingos Mendes e de Ana da Silva Carvalho. Mateus casou-se a 19 de setembro de 1743, Freguesia de Sobral, Ceará, com
  3. Maria Ferreira Pinto Fonteles, filha de Manoel Ferreira Fonteles nascido a 07 de março de  1687 no lugar Fontelo, Freguesia de Meixomil, batizado a 10 de março de 1687, na Igreja Matriz de Meixomil, Concelho de Paços de Ferreira, Distrito do Porto, Portugal. Falecido a 30 de abril de 1761 e sepultado na Capela de Santana do Acaraú, Ceará, casado com Maria Pereira, pernambucana e filha de Francisco Ferreira Brandão e de ? Termo de batismo de Manoel Ferreira Fonteles. Manoel, filho de Domingos Velho e de sua mulher Maria Ferreira, do lugar de Fontelo, nasceu aos sete de março e foi batizado aos dez do dito mês de 1687 anos, pelo Reverendo Padre Luís Ferreira, desta Freguesia de Meixomil, ao qual eu Domingos Carneiro Pinto, Cura desta mesma Freguesia, assisti e fui padrinho, e foi madrinha, Catarina, moça da Casa, do mesmo lugar de Fontelo, filha de Maria Antônia, viúva, e por assim ser verdade fiz este assento e assinei hoje, era ut supra, Padre Domingos Carneiro Pinto.”

    100. José Vaz, natural do lugar Sardoal, Freguesia de Santa Maria da Cabração, Concelho de Ponte de Lima, Distrito de Viana do Castelo, extremo Norte de Portugal. José Vaz, filho de Manoel Vaz e de Maria Martins. Casado aos 18.10.1703 na Igreja Matriz de Santa Maria, com

101. Justa Afonso, de igual naturalidade do marido e filha de João Afonso e Maria Rodrigues.

   102. Domingos da Cunha Linhares nasceu aos três dias do mês de abril de 1700. no Distrito de Viana do Castelo, Portugal. Termo de batismo de Domingos da Cunha Linhares. Domingos filho legítimo de Hyacinto Gonzalves e de sua mulher Suzana de Araújo fregueses desta Igreja de Santa Marinha, moradores no lugar de Vinhas, nasceu aos três dias do mês de abril do ano de 1700; foi batizado aos seis dias do dito mês e ano pelo Padre Antônio da Cunha desta dita Freguesia; foram seus padrinhos George da Cunha, estudante, e sua irmã Maria da Cunha, viúva, e ambos filhos de Baltazar da Cunha, desta mesma Freguesia e por verdade me assino João Álvares de Chaves.”  

   Domingos faleceu a 24 de novembro de 1769, na Fazenda Rodrigo Moleiro, Rio Grande do Norte. Sepultado na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação, Natal, Rio Grande do Norte. Domingos da Cunha Linhares, filho de Hyacinto Gonzalez de Meduiña, nascido em S. Cipriano, Arcebispado de Santiago de Compostela, Vila de Aldán, Cangas Morrazo, Pontevedra, Galiza, Espanha. Hyacinto casado a 25 de janeiro de 1696 na Igreja de Santa Marinha de Linhares, com Suzana de Araújo. Neto paterno de Amaro de Meduiña e de Maria Gonzalez e neto materno de Agostinho da Cunha e de Ana de Araújo. Domingos da Cunha Linhares casado aos 09 de janeiro de 1736, na Capela de Santo Antônio do Potengi, São Gonçalo, Rio Grande do Norte, com

   103. Dionízia Alves Linhares, n. circa 1720, no Rego Moleiro, Rio Grande do Norte. Falecida a 30 de junho de 1791, na sua propriedade São José da Mutuca, hoje Distrito de Patriarca, Sobral, Ceará. Dionízia Alves Linhares filha de Dionízio Alves Linhares e de Rufina Gomes de Sá. Neta paterna de Domingos Alves e de Margarida Alves. Neta materna de Francisco Gomes e de Maria Gomes de Sá.

   104. Ver 98.

   105. Ver 99;

   106. Domingos Ferreira Gomes, n. Portugal, casou-se com

   107. Maria Álvares Pereira

   108 – 111. Ainda não documentados.

 112.   Gonçalo João Coimbra, filho de Francisco Bezerra de Menezes e de Madalena de Sá e Oliveira. Neto paterno de Bento Rodrigues Bezerra e de Petronila Velho de Menezes. Neto materno de Nicácio Aguiar de Oliveira e de Madalena de Sá. Casou-se a 18 de fevereiro de 1737, com a sua prima,

   113. Cosma de Melo Moura, filha de Jerônimo Bezerra de Menezes e de Maria de Melo Moura. Neta paterna de Bento Rodrigues Bezerra e de Petronila Velho Menezes. Neta materna de João da Rocha Moura Rolim e de Agueda Ferreira de Melo.

   114. José de Araújo Costa, ver nº22.

   115. Brites de Vasconcelos, ver nº23.

   116. Manoel Vaz Carrasco, ver nº 40, 46, 48.

   117. Maria Madalena de Sá e Oliveira, ver nº41 e 47.

   118. Tomás da Silva Porto, ver nº 42.

   119. Nicácia Álvares Pereira, ver nº 43.

   120– 127. Ainda não documentados.

 

Comendador Ananias Arruda – Árvore de Costado. Fonte. Fco. Augusto de Araújo Lima. Tupancy, Eusébio, Ceará, 09.09.2002. Atualizado, 02.01.2007.  Fco. Augusto de Araújo Lima, Famílais Cearenses Zero – Soares e Araújos no Vale do Acaraú. 1ª Edição. Editora Carvalho Serviços Gráficos.Fortaleza, 1989. 134 p. Fco. Augusto de Araújo Lima. Fortaleza, 1º de janeiro de 2019.  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.   Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.